Na minha época era melhor – Nostalgia ou Utopia?

Pois bem meus amigos, outro dia eu estava finalizando mais umas de minhas rotinas envoltas a responsabilidades e a “mesmisse” de cada dia, então para relaxar liguei a TV e qual o primeiro programa que me deparo ao ligá-la? Sim, estação Teen com a banda Restart apresentando, mudei de canal e sou redirecionado para o nostálgico Pokémon que para minha infelicidade não eram apenas aqueles 154 pokémons, esses novos não passam de cópias desses que passava horas tentando decorá-los. Desliguei imediatamente a TV e quase que instantaneamente e como de costume, tomei um drink à lá “The Godfather” e comecei a “rezenhar” sobre o assunto que irei tratar (acredito que com uma x porcentagem de álcool, os pensamentos escorregam com mais facilidade).

O Poderoso Chefão

Quem nunca observou o que uma criança/adolescente, que nasceu após o ano 2000, fazia por alguns instantes e prontamente não a comparou com as coisas que você fazia, assistia ou as músicas que ouvia quando era também uma criança/adolescente?  Sempre quando faço isso me dá a sensação de que as coisas que eu idolatrava ou fazia eram melhores do que as crianças/adolescentes de hoje “curtam” fazer. Mas isso não acontece apenas com você nascido na década de 90, pode acreditar… Quem já não ouviu algum sermão dos pais começando com o título deste post: “Na minha época… blá blá blá…” , sim meus amigos, todos em algum momento desta curta vida tem esta sensação muitas vezes nostálgica outrora utópica de que antes as coisas eram melhores. Mas então por que isso?

Neste mundo globalizado, as coisas mudam de forma muito rápida, e quando cito coisas, imaginem como um todo – Cultura, Paradigmas, Educação – ainda mais após a aparição da tal da Internet em meados de 1995 (Não isso não era bom, já me vem na mente Internet Discada), onde tudo que você quer saber está lá, em milhões de sites e redes sociais para a sua informação e com isso você vai se moldando de acordo com o que lhe convém. E antes da invenção da Internet? Também, pois já existia a TV, Rádio, Jornais, Revistas, dentre outros.

O que você senta falta hoje e que na sua época você gostava? Pelo menos eu vou citar aqui algumas coisas que me vieram de bate pronto:

  •  “Bater” tazos ou figurinhas na escola com os amigos, e não eram quaisquer tazos ou figurinhas, eram os tazos PING PONG dos animais em extinção ou os tazos dos Looney Tunes PORRA, coisa de louco, tinha também as figurinhas do Digimon e Pokémon (A do Mew era a mais difícil!). Venhamos e convenhamos ganhar um tazo ou figurinha de um amigo era como roubar-lhe uma barra de ouro.

  • Assoprar as fitas de Super Nintendo e colocá-las meio de “Esguei” para funcionar (Velho Ritual), eu ainda tenho este privilégio, pois guardei meu Super Nintendo.

  • Intoxicar-se com Amoeba (acho que até hoje vende, mas é de difícil localização), o cheiro não era dos melhores e era um brinquedo sem sentido… Mas era massa, literalmente.

  • E os bichinhos virtuais? Nossa já brinquei muito com isso, tratava como se fossem um filho, foi o que me deu referência e vício para futuros games como SimCity e The Sims, e bota vício nisso.

  • Hoje a empresa está à beira da falência, mas na época os LEGOS eram supremacia, montavam-se verdadeiros castelos, cidades apenas com LEGO. Simples e divertido.

Alguns produtos deixaram de ser feitos, devido à época ser outra, e o avanço da tecnologia contribui para o fim de muita coisa que era moda em outras décadas, mas a

maioria das brincadeiras que faziam parte da minha infância, hoje faz parte também, porém a variedade é maior, existem mais brinquedos e passatempos que há 10, 20 anos, por isso às vezes ficamos presos ao passado, achando que tudo era melhor e que porque diabos hoje as crianças não se contentam com que tínhamos (Tazos, Bolinhas de Gude). Outro dia, por exemplo, meu irmão mais novo chegou com uma Nerf em casa, na minha época não existia, mas PUTAQUEOPARIU que brinquedo da hora, quem dera eu poder sair por aí atirando na rua com ele com meus amigos, hoje homens como eu. Imagine se eu fizer isso hoje, vão achar que sou um maluco alienado sem infância.

Talvez este sentimento que criamos quando fazemos esta comparação injusta (em alguns pontos), é uma mistura de nostalgia e utopia, porque a nostalgia vem da palavra saudade e utopia é algo que se torna fantasioso. Mas isso não é ruim, pelo contrário, é muito bom relembrar como a infância foi boa com um toque de fantasia e mágica, e tudo que lemos naqueles compartilhamentos do facebook, já fizemos na época e foi divertido demais. Na verdade, até hoje quando me reúno com meus melhores amigos brincamos de tudo isso, e hoje acho até mais da hora e emocionante que antes, porque é algo que quebra a minha rotina e a deles também, na época quando éramos criança, estas brincadeiras eram a nossa rotina.

Anúncios

4 comentários sobre “Na minha época era melhor – Nostalgia ou Utopia?

  1. Costumo dizer que o homem nasce “completo” e vai perdendo a essência com o passar do tempo. Por isso, ninguém deve se envergonhar de manter alguns hábitos da infância , muito pelo contrário… Abraço!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s