O vício inerente e a caminhada rumo a falência

Como funciona o cartão de credito

Tentarei ser o menos chato e burocrático possível, ser a antítese das operadoras de cartão de crédito. Tentar de uma forma simples, explanar porquê a sociedade caminha de forma robótica à beira da falência e ninguém da a mínima para isso, passa tão despercebido quanto um POP (entendedores, entenderão). A comodidade e facilidade estão fazendo a inflação aumentar como uma bola de neve.

Estava pensando estes dias, que inclusive eu estou nesta empreitada. O comerciante sabe disso, mas o consumidor em sua maioria não. Quando um estabelecimento comercial adquire uma “maquininha de cartão”, além de pagar pelo equipamento e credenciamento, a cada compra efetuada através dela, independente de bandeira e fornecedor, a % da movimentação também é depositada para as empresas participantes, e este valor varia de 3% a 5% por movimentação, e a variação ocorre de acordo com a natureza do local, seja escola ou supermercado, a % varia.

E você acha que a inflação é apenas culpa do governo? Lógico que não, pensando como um  empresário, eu pago por este serviço por cada venda que faço, o que primeiramente vou fazer para não sair no prejuízo? Atribuo estes 5% no valor do meu produto. Você nunca percebeu o porquê de não conseguir descontos com cartão de crédito e débito? Eles falam que o desconto é apenas se for pagar no dinheiro, é por isso cara! E sabe o que é pior, você pode exigir este desconto sim, não há lei que proteja o comerciante neste sentido.

Como funciona o cartão de credito

Agora una isso a uma política governamental instável, onde a inflação sobe gradativamente e sem controle? A primeira coisa que a Mastercard e VISA (Exemplos de bandeiras) fazem? Reajustam os seus valores. E o que o comerciante faz? Reajusta seus valores de acordo com a inflação e isso não tem fim, atingindo a população de forma invisível e indolor, pior que qualquer epidemia, parafraseando o filme “Vício Inerente” e o seu significado – assim como as corretoras que fazem as apólices de seguro, o vício inerente, é toda coisa que você não pode evitar.

Neste mundo maluco onde a tecnologia está na palma de nossas mãos, usar o cartão de crédito ou débito pode até ser cômodo, e ajudar a você administrar melhor o seu dinheiro, não tendo que andar com moedas ou simplesmente perder dinheiro por ai, você compra a vende coisas em valores quebrados e não vai precisar de troco, entretanto sorrateiramente os produtos estão aí a cada ano aumentando cada vez mais os seus valores e você aí, apenas culpando a Dilma!

Comente. O seu comentário é a alma do Blog.

Anúncios

5 comentários sobre “O vício inerente e a caminhada rumo a falência

  1. Simples em demasia , porem em parte tem razão,a expansão também gera inflação , mas em nossa sociedade o “””vicio inerente””” e pretender que o estado resolva tudo….Mas em relação ao uso de cartão de credito , e LOGICO que a administradora cobre uma TAXA por esse serviço , que esta taxa seja muito alta depende também , entre outras coisas , do risco que implica a operação , nenhum serviço funcionaria se não houver ganho real na sua prestação , mas acontece que as regulações imperantes fazem com que quem acaba pagando a CONTA seja sempre e UNICAMENTE o bom pagador , que na ponta do consumidor arca com juros do 15% mensal!!!! E FALSO porem que a taxa de de cartão de crédito gere inflação , porque e um SERVIÇO e teria que ser uma opção livre entre o comerciante e o consumidor , LOGICAMENTE se o serviço não se usa o comerciante pode dar ,se quiser ,o desconto do que não lhe sera cobrado , o RIDÍCULO e a pretensão das prestadoras e dos CONSUMIDORES de que o preço em DINHEIRO ou em CARTÃO seja o mesmo ..Mas e uma sociedade ridícula …. fazer o que ??…

    Curtido por 1 pessoa

    • Sou a favor que o governo assuma esta área do cartão, e crie uma espécie de imposto único amarrado a natureza de cada pessoa jurídica, assim as movimentações já cobrariam os impostos devidos direto na venda/compra e para pessoas físicas não haveria a cobrança da % citada no texto. Assim enquadraria os bons pagadores e os péssimos. Obrigado pelo seu comentário construtivo, sua participação é deveras importante,.

      Curtir

  2. Pingback: Ótimo momento para as moedas de 1 centavo voltarem a circular | Rezenhando

    • Mas é exatamente isso, além deles já adicionarem o valor embutido no produto para um eventual desconto, só aceitam o desconto em cash. No cartão, além do valor da % da operadora do cartão, ainda ganham o acréscimo deles mesmos. Incrível.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s