Rezenha Crítica Como Eu Era Antes de Você 2016

capa Como eu era antes de voce

Assim como em 50 Tons de Cinza, fui perder alguns pontos de heterossexualidade ao conferir o lançamento de Como Eu Era Antes de Você. Mas há uma boa diferença entre ambos romances, por mais distorcido e estranha que tenha sido esta comparação para você leitor. Confira minha reZenha crítica de Como Eu Era Antes de Você.

Bom antes de mais nada confesso que estava com um certo “pré conceito” para com o filme.  Entrei na sessão com uma nota -1. Tudo mudou quando me deparei com a Emilia Clarke, a Sarah Connor que me apaixonei (E olha que devo ser um dos únicos habitantes da Terra que não assisti Game of Thrones, senão teria me apaixonado antes), aí você já percebe que eu sabia “tudo” sobre o filme.

A diferença que citei no início da reZenha e que talvez tenha feito muita gente odiar 50 tons de cinza, talvez tenha sido os motivos banais pelo qual criaram aquela merda, teria sido menos torturante e mais fácil para as mulheres acessarem o Xvideos ou qualquer coisa do gênero se o negócio era ver piroca e putaria masoquista. Nesta obra não, nos deparamos com uma história séria e um questionamento leviano sobre desistirmos de viver.

E não é porque eu gosto da Emilia Clarke não, mas ela encorporou a Lou, de uma forma muito positiva, conseguiu misturar de uma forma bem natural a ingenuidade, beleza, simpatia e inteligência, ou seja a mulher que todo homem amaria, até o mais carrancudo de todos que não vê mais um motivo sequer para viver, aprenderia a amá-la, assim como no filme.  E a cena que ela surge de vestido vermelho é sensacional, o comentário que Will Traynor faz ao pedir para Lou tirar o “echarpe”, é foda.

Venhamos e convenhamos a história não é sobre o tetraplégico de fato (aprendi isso assistindo-o, antes achava outra coisa totalmente diferente), o filme aborda a mudança na vida de uma pessoa que convive com um tetraplégico recém acidentado. Esta visão achei interessante. O filme bebeu um pouco da fonte de Os Intocáveis com aquele humor negro entre os personagens, mas nada muito descabido, foi no tom certo.

Só achei que após a metade do filme deveriam abordar com mais ênfase servindo até como alerta para as pessoas que tem alguma deficiência ou possuem algum familiar, em virtude de algumas decisões que o personagem de Will Traynor toma. Mas aí seria pedir demais para um filme que tem como objetivo as grandes massas.

Outra coisa que lembrei e não poderia deixar de branco na reZenha. Logicamente que fisicamente estou longe de ser parecido com o personagem Will Traynor (Sou mais bonito), não sei no livro, mas no filme ele possui muitos gostos em comum comigo, inclusive uma escova elétrica e que curte filmes legendados ksksksks.

A conclusão sobre esse filme ? Não é péssimo, mas também não é aquele negócio sensacional. Consegue fazer aquilo que propõe, o tanto de “sniff “que podia ser ouvido na sala de cinema era incrível.

Minha nota é 2/5 (É que entrei no cinema com -1, senão poderia ter sido um 3).

E você o que achou do filme? Conte-nos para saber sua experiência. O seu comentário é a alma do Blog.

Confiram os meus filmes favoritos!

Siga-nos no WordPress – https://rezenhando.wordpress.com/
Siga-nos no Twitter – https://twitter.com/Birovisky
Curta no Facebook – https://www.facebook.com/rezenhandoaculturapopaz/
Inscreva-se no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCCfmjZm3KuEE-XsNhfBnqvQ

Anúncios

4 comentários sobre “Rezenha Crítica Como Eu Era Antes de Você 2016

  1. Bonjour ou bonsoir
    Par des mots simples

    Je viens déposer sur ton blog

    Quelques mots de bonheur et te donner de le joie en cette fin de semaine
    Vois-tu je t’ emmène sur des chemins

    Je les ai tracé pour toi principalement

    Sur ces chemins j’ai découvert
    Une pétale de rose pour effacer ta peine
    Un sourire d’enfant contre une larme
    Des mots que je dis à ceux que j’apprécie
    Dont tu fais réellement

    je te souhaite un bonne journée ou soirée

    gros bisous

    Bernard

    Je tire ma révérence LOL tu me troubles que j’en perds mon équilibre

    Curtido por 1 pessoa

  2. Para quem se emociona bem fácil, como eu, é bom levar lencinhos quando for assistir. O filme é uma verdadeira graça, com uma pitada de bom humor e romance que na minha opinião, não foi muito clichê . Só queria dizer que o Sam Claflin tem o dedo muito bom para filmes do gênero. Quanto ao resto, acredito que quem for ver não irá se arrepender.Amei muito mesmo..

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s