Músicas para ouvir deprimido

Playlist Depre

Sempre quando me sinto “deprê” tenho uma playlist que me coloca ainda mais para baixo e faz refletir sobre tudo. Existe uma citação que diz: “Quando estamos no fundo poço é que enxergamos a luz”, e para ajudar enxergá-la muitas vezes precisamos nos render a música, objeto que nos tira do ostracismo ou nos coloca nele.

Elton John feat. Axl Rose – Bohemian Rhapsody

Acho que foi a música que mais ouvi em 2014 pra cá, apesar de não ser com o vocalista original, no caso o Freddie Mercury, Elton John deu um tom melancólico nesta versão de Bohemian Rhapsody do Queen em 1992 no tributo a morte do próprio Freddie. A finalização desta apresentação com Axl Rose cantando o segundo ato e encerrando com ambos é épica. Mas não deixa de ser uma letra para reflexão e ouvir só.

Scorpions – When the Smoke is Going Down

Tá aí uma música “deprê”, tanto sua harmonia quanto a letra pode ser duplamente interpretada.

The Doors – The End e a Crystal Ship

A The End é uma música praticamente póstuma, onde Morrison divaga sobre a transição do fim para um recomeço em outro plano. Seu ritmo lento e melancólico com um vocal grave submerso, remete a solidão faz você divagar sobre sua existência. Assim como Crystal Ship, o navio de cristal, que trata sobre arrependimentos e uma segunda chance para fazer tudo de novo de outra forma. Músicas transcendentais.

Guns N’ Roses – Estranged e a The Garden

Estranged trata da solidão de uma forma abstrata, e estimula o solitário a “pular no rio”, ou “meter o loko” como queiram, sair do ostracismo de alguma forma. A The Garden mostra o quão podemos nesta fase dos 20 e poucos anos sentir-se ou ficarmos sozinhos. Abandonados meio que inconscientemente pelos nossos amigos, muitas vezes perdido sem saber qual direção tomar, enquanto todos parecem estar a nossa frente com a vida feita enquanto ficamos estagnados.

UPDATE 23/08/2016 – Ozzy Osbourne – Road to Nowhere

A melhor coisa para Ozzy foi ter saído do Black Sabbath e o mesmo para a banda com a entrada de Dio. Dentre as inúmeras músicas excelentes do príncipe das trevas, suas baladas são excelentes, e talvez a menos clichê e a que mais curto é a Road to Nowhere ou Estrada para Lugar Nenhum, que nos remete aquela estranha sensação de muitas vezes estarmos perdidos sem saber de onde viemos ou para onde vamos, e este sentimento nos corrói por dentro, principalmente por arrependimentos do passado e o medo do futuro.

Nirvana – The Man Who Sold The World

Muitas teorias relatam que este cover do David Bowie, onde Kurt Cobain interpreta em seu último show, um acústico da MTV, foi um presságio de seu suicídio, incluindo da escolha a dedo do vocalista pelos lírios brancos no cenário que já remetiam a um velório premeditado. Sendo isso ou não, a música ficou muito foda com os acordes em violão elétrica contrastando com o acústico.

Ludovico Einaudi – Fly

É trilha sonora do excelente filme francês “Os Intocáveis”. Desde que ouvi as primeiras notas de piano dela nos primeiros takes do filme, foi paixão a primeira vista pela música e pelo compositor. Tem uma outra chamada Una Mattina, só que foge do tema do post, ela mais emociona do que deprime. Agora a Fly é uma melodia que necessita ser ouvida preferencialmente sozinho enquanto está desenvolvendo algum projeto, ou simplesmente para ficar “deprê” e refletir sobre a vida.

Bill Conti – Mickey

Outro compositor de sucesso e do mais alto quilate, ninguém lembra dos filmes do Rocky sem as imagens de seus treinamentos ao som de Gonna Fly Now.  Mas eis que a melodia Mickey, presente a partir de Rock III é uma das canções mais tristes que ouvi até hoje. Quase sempre que a ouço meus olhos incontrolavelmente começam a “suar”.

UPDATE 25/08/2016 – David Bowie – Heroes

Uma música que dependendo o seu estado de espírito pode lhe deixar “deprê” ou feliz. Trilha de vários filmes, mas o que vem na cabeça é na obra “As ventagens de ser invisível”, impossível não se emocionar.

Catetano Veloso – Você Não Me Ensinou a Te Esquecer

Acharam que ia excluir o cenário nacional? Aqui está a trilha de Lisbela e o Prisioneiro, um clássico nacional e com uma melodia inspiradíssima de Caetano. Típica música para ouvir pós relacionamento, pior ainda se você na balança for o maior culpado pelo fim.

Trilhas do Cavaleiros do Zodíaco

CDZ pode não ser o melhor anime já feito (Considero-o em meu Top 3), mas uma coisa as pessoas há de concordar, de todos animes criados até hoje, nenhum chega nem perto da trilha sonora do mesmo, nem em qualidade e muito menos quantidade, sendo que CDZ concilia as duas características com maestria, dificilmente você encontra alguma música da trilha ruim. 90% são excelentes, os outros 10% são boas e destes 90%, pelo menos uns 50% são trilhas melancólicas, abaixo seguem algumas que eu me recordo (Fazia muito tempo que não as ouvia).

UPDATE 23/08/2016

UPDATE 23/08/2016

Invariavelmente existem muitas outras que não recordo-me, mas com o tempo vou adicionando neste post. Se você tem alguma em especial e quiser indicar fique lá vonté. Seu comentário é a alma do blog.

 

Anúncios

14 comentários sobre “Músicas para ouvir deprimido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s