Síndrome de Don Juan, o jogo da sedução

sindrome don juan

Por muitas vezes, tanto os homens quanto as mulheres, tendem a justificar sua solidão por não encontrar alguém ou quando encontram relatam que não conseguem viver um “amor”. Nessa inquietude da conquista, certa instabilidade gera uma busca pelo grande objeto do desejo no processo de “conquistar” que se distancia do encontro com a pessoa a ser conquistada. Não importa se você está em um bar, em uma danceteria, em um pub, em um café ou na feirinha do bairro, estamos sujeitos a nos deparar com uma situações relacionadas a uma síndrome que fica mais evidente em ambientes sociais e que o próprio nome é bastante sugestivo: a Síndrome de Don Juan!

Fica mais difícil entender os novos tempos, quando consideramos que as expressões ficar com… sair com… significam a mesma coisa, apesar dos termos ficar e sair serem antagônicos. Ou quando rola …um Crush (Quando ouvi isso pensei, mas que porra é essa?)

O nome desta síndrome surgiu por conta do mítico Don Juan, um jovem conquistador e muito sedutor que após conquistar inúmeras mulheres, as abandonava.

Relacionamentos são interrompidos por não conseguirem firmar laços duradouros, devido a busca pela perfeição em todas as mulheres que se aproximam conforme a necessidade, e depois de um tempo encontra-se  defeitos (Inclusive imaginários) para justificar o término da relação.

O complexo de rejeição pode ser caracterizado pelo medo ou receio de estar amando. Muitos homens apresentam dificuldades para entregar-se ao amor de uma única mulher, com o receio inconsciente de abandono, e apresentam comportamentos voltados sempre no plano da conquista. Utilizo como exemplo o homem, entretanto pode-se aplicar ao outro lado.

Os indivíduos que possuem esta síndrome são excessivamente sedutores e no geral, têm como alvo pessoas “difíceis” ou “proibidas” de serem alcançadas. A sedução não se dá apenas através de aspectos físicos,lembrando que o próprio Don Juan inicialmente usava máscara. A sedução está no envolvimento, na fantasia ou no perigo.

As pessoas facilmente apaixonam-se por eles, pelo fato de utilizarem regras que sempre dão certo, são como camaleões, adaptam-se a qualquer ambiente e sempre com assunto pontuais na ponta da língua para nunca serem o ponto central entediante da conversa. Mantêm as vítimas sempre entretidas, como se elas fossem o destaque e as que precisam ser descobertas, vão no amago da maioria dos fins de relacionamentos ou das pessoas frustradas, a falta de atenção passada, e ali naquele momento a total atenção.

O indivíduo com a síndrome logo percebe de que o parceiro ou o relacionamento não tem mais graça e, por fim, acaba por abandonar a pessoa. Esses indivíduos não se apegam aos seus parceiros, pois possuem apenas uma atração fugaz, quando o outro é conquistado, este mesmo torna-se enjoativo, sem graça e a atração dissipa-se.

Não raro, a síndrome associa-se a uma personalidade fria e insensível para com os sentimentos alheios, cujo próprio interesse momentâneo é o objetivo maior. Sendo assim, são pessoas frequentemente egoístas e com uma grande sensibilidade à monotonia: são intolerantes ao tédio, o que os faz comumente buscarem estímulos e novidades, caracterizando uma inconstância nos relacionamentos que tornam-se  inconscientemente enjoativos facilmente.

Todos esses transtornos de personalidade têm um traço narcisista enraizado, portanto, pode ocorrer mais facilmente àqueles que apresentam sensibilidade ao tédio. São intolerantes à constância, estão sempre mudando e não estabelecem nenhum vínculo afetivo com facilidade, ou caso estabeleçam, são excessivamente superficiais e breves. O que não os causam nenhum tipo de remorso ou culpa e, essas características são encontradas em especial na patologia mais perversa que conhecemos: a psicopatia.

E você concorda? Já passou por alguma experiência do tipo, ou você faz parte da síndrome?  Conte-nos para saber sua experiência. O seu comentário é a alma do Blog.

Siga-nos no WordPress – https://rezenhando.wordpress.com/
Siga-nos no Twitter – https://twitter.com/Birovisky
Curta no Facebook – https://www.facebook.com/rezenhandoaculturapopaz/
Inscreva-se no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCCfmjZm3KuEE-XsNhfBnqvQ

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s