Ser idoso e sentir-se novo ou ser novo e sentir-se velho?

velho ou idoso

Eis a questão do “ser ou não ser” do trágico Hamlet! Eu conheço muita gente nessa minha curta vida, e já vi de todos os tipos, inclusive eu já transitei por estas fases e cada vez que me relaciono com gerações mais novas a sensação de “envelhecer” torna-se mais evidente e preocupante. Leia e descubra se você no auge de sua vida adolescente ou adulta já é um velho ou se mesmo com a idade avançada, um respeitoso idoso, ainda na prática é um vigoroso jovem, atingindo o ápice da satisfação e ainda querer mais!

Relato aqui pessoas próximas, que tem a mesma idade que eu, mas ficam trancafiadas em casa. Não que não seja bom ficar em casa, eu amo ficar em casa, só que não o ano todo, 365 dias (ou 366 em ano bissexto). Em algum momento temos que viver, abraçar as oportunidades da vida, como um acampamento em amigos, um churrasquinho entre a galera ou ir a um show! Faz parte de cada pessoa ter sua skill social, rever pessoas de tempos antigos, conhecer gente nova, criar novas memórias e não ficar apegado apenas aquilo que já passou ou que sequer vivenciou.

Todos nós passamos por péssimos momentos que obrigam-nos a ficar em casa, deprimidos muitas vezes ou apenas de boa, curtindo um bom som. Aí que entram os amigos, aqueles te chamam para sair, seja para onde for, qualquer biboca, o mais importante são os momentos juntos das pessoas que amam você.

Uma pessoa velha é aquela que não aceita fazer nada, não sai com amigos, fica conectado a todos apenas virtualmente (muitas vezes junto com os amigos), não pratica nenhum esporte (Sequer uma caminhada de 30 minutos), fica acomodada em seu emprego sem ambição, aceita a vida como está e inconscientemente aguarda a morte lhe abraçar em algum momento. Independentemente da idade, isso ocorre com pessoas de 15 a 50 anos.

A pessoa idosa é aquela que reconhece que já passou 2/3 da vida, tem sua idade acima dos 50 registrada, entretanto não desistiu, não se conforma com a morte vir lhe abraçar e não ter lutado contra isso, ou aproveitado a vida. Abraçou e abraça tudo que aparece, convites para ir a um barzinho, a algum show de um músico que é extremamente fã, um teatro, um fim de semana com pessoas queridas em algum pesqueiro, acampar, caminhar, pedalar, trabalha com gosto como se fosse o seu primeiro emprego (Mas sem ficar se matando até altas horas), continua com os mesmos gostos de quando tinha 18 anos, entretanto aberto a novas experiências, um eterno jovem, um boêmio contemporâneo,  assim como o mestre Nelson Gonçalves descreve em sua música “A volta do Boêmio”.

Hoje estou relacionando-me diariamente com pessoas no mínimo 5 anos até a 10 anos mais novas que eu, fazem parte de outra geração, e sinto que com esta loucura de redes sociais e Internet na palma da mão, a vida está passando mais rápido do que de costume, a minha sorte que ainda não desisti e posso passar muita coisa do que vivi e vivo, tanto profissionalmente como na vida pessoal. Não posso e nem quero ficar parado em nenhum momento, sinto a necessidade de aproveitar enquanto estou aqui, ou seja, cada convite que surge ou oportunidade que me faça sentir vivo, eu vou, o que mata a gente mais rápido é a rotina, assim como Raul Seixas descreve em sua épica “Ouro de Tolo” neste trecho:

“(…) Eu é que não me sento
No trono de um apartamento
Com a boca escancarada
Cheia de dentes
Esperando a morte chegar (…)”

A vida é assim, informação temos aos montes na Internet sobre como ter uma vida bacana, se apegar a coisas que lhe façam bem. Não sou contra as pessoas caseiras, eu também sou, gosto de ficar em casa. Mas se surge oportunidade, onde um amigo antigo chama para ir caminhar ou ir perder algumas horas tomando uma cerveja ou um suco (Agora parei de beber definitivamente) eu vou, porque lá na frente, quando essa pessoa morrer vamos lamentar o convite que negamos ou nossa omissão. Ou se hoje, já estamos “velhos” demais para fazer algo e nos acontece algo trágico que nos impossibilite de andar por exemplo, o arrependimento será maior ainda.

Se você está aí sentado no trono de sua casa com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar, evitando perder 30 minutos com alguém,  de ir a algum lugar que você queira ou realizar um sonho antigo, não perca tempo, vá lá e faça, antes que a morte te abrace, sendo jovem, adulto, velho ou idoso!

Você concorda?  Se sentiu velho ou ainda é jovem independentemente da idade? Comente, o seu comentário é a alma do Blog!

Siga-nos no WordPress – https://rezenhando.wordpress.com/
Siga-nos no Twitter – https://twitter.com/Birovisky
Curta no Facebook – https://www.facebook.com/rezenhandoaculturapopaz/
Inscreva-se no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCCfmjZm3KuEE-XsNhfBnqvQ

Anúncios

3 comentários sobre “Ser idoso e sentir-se novo ou ser novo e sentir-se velho?

  1. Felipe adorei seu texto. Parabéns! Costumo repetir que “eu não tenho idade, tenho vida”… Cada um é aquilo que faz de si. Procuro viver da melhor maneira possível, com um olhar positivo sobre tudo que enfrentamos. Adoro desafios novos que me estimulam á prosseguir… este Blog é um deles. Apanho muito com a internet rsrsrs… nem imagina quanto, mas não desisto… Sentir-se gratificada também faz parte do meu amadurecimento. Abs.

    Curtido por 1 pessoa

    • Seu blog é sensacional. Fruto de um trabalho árduo… e o melhor pelo jeito de quem tá de fora que é o meu caso, você o fez e faz tudo sozinha, assim como eu. Cansei de esperar pelos meus amigos sempre queriam fazer algo e me passavam pra trás. Em outro post respondi a um amigo, que o blog me deixa feliz! Me faz esquecer por algum tempo a tristeza que me acompanha sorrateiramente!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s