Camping na “Prainha” de Pongaí 2 – Tudo que é bom merece uma continuação!

prainha pongai

Assim como o título sugere, tudo que é bom, precisa de uma continuação, merece. E não foi diferente, desta vez rodeado de pessoas queridas, conseguimos emendar um excelente fim de semana em um paraíso infelizmente ainda pouco conhecido, principalmente por nós da região 16. Para quem não viu a primeira vez que eu e minha namorada fomos, confira clicando aqui, e quem quiser ver o que aprontamos nesta segunda vez é só continuar lendo!

Seguindo outras experiências, decidimos ir na sexta a noite, é um tico mais arriscado e corrido, porém acaba compensando o trampo de montar e desmontar barracas dormindo pelo menos 2 noites, você se sente mais a vontade e dá para ficar de boa, sem correria!

Desta vez chegamos por volta das 21:30, esfomeados, nossa sorte que nossos amigos da primeira acampada em Pongaí (Denílson e Vanessa, e vossa filha Iasmim que já estava dormindo) chegaram as 14:00 e estavam com a janta no jeito e estruturas montadas. Ou seja, chegamos, descarregamos tudo e nem pensamos em mais nada além de comer e já começar a bebericar as Heineken que vieram trincando no isopor, fizemos um brinde coletivo e agradecemos por todos termos  chegados bem, sem contratempos!

Banquete táva bom, rolou salada de berinjela, sonomono, peixe e sobrecoxa assados no disco de arado, um arrozinho tudo acompanhado da boa Heineken.

Adoro pega a galera desprevenida nas fotos!

Adoro pega a galera desprevenida nas fotos!

Após forrarmos a barriga, começamos a montar as três barracas. Deu um trampinho por estar de noite (Minha lanterna salvou) e já alcoolizados, mas depois de 1 hora, VOILÀ, tudo esquematizado. Assim ficamos mais tranquilos, e ao som de AC/DC fomos comendo mais um pouco, jogando conversa fora, bebericando uma aqui e outra acolá até que um a um foi indo dormir. Estes lugares remetem a gente ficar com sono muito cedo… Eu e o Denílson resistimos até onde deu. Mas 1 da manhã já não dava mais, o sono tomou conta, além do frio consumindo os ossos.

Como ficou a noite as barracas, foto meio embaçada porque já estava meio chapado

Como ficou a noite as barracas, foto meio embaçada porque já estava meio chapado

img_20161008_001919

Denílson já estava no esquema quando chegamos… quentinho e protegido como um Pinguin

img_20161008_001822

Doug quebrando a cabeça e fazendo strip

Para variar eu e o Denílson acordamos mais cedo que todo mundo e fomos organizando as coisas (Incrível que fomos mais tarde dormir que os outros). Os campeiros novos dormiram até um pouco mais tarde, bando de preguiçosos. E demos sorte novamente, o clima contribuiu demais, que nascer do sol fantástico!

img_20161008_061019

Este nascer do sol é fantástico, todas as vezes tive sorte!

img_20161008_071335

Panorâmica das barracas com o sol nascendo, coisa linda!

Tomamos café da manhã com pão prensado no disco, e mussarela com mortadela. Cafezinho feito na hora. Isso deu vontade de comprar pelo menos fogareiro para conseguir fazer estas coisas, realmente muito útil.

Aí fomos levar a galera para reconhecimento do local, levamos no tablado onde rolam fotos fantásticas, principalmente de manhã, passamos por toda área de camping, nos deparamos com uma hortinha lá de hortelã e almeirão que tem uma história daquelas, onde foi feita por um cara que “morou” ali por uns 3 a 4 meses pois trabalhava com pesca e ficava por ali, até ele morrer de algo repentino. Desde então as pessoas mantêm a horta, pegam o necessário, como foi nosso caso, colhemos e fizemos uma respeitosa salada com cebola e limão, uma delícia.

Perto do Tablado!

Perto do Tablado!

Selfie no Tablado, todo mundo cegueta com o sol!

Selfie no Tablado, todo mundo cegueta com o sol!

Quando começamos a assar carne, meus sogros chegaram chegando, já com picanha. Até agora não acredito, no sábado bebi das 9:30 até a 00:00, hora que eu acho que fui dormir. A sensação que o tempo não passava imperou o fim de semana todo. Porque comecei assar carne as 9:30 achando que eram já umas 11:00. E aí foi, ao som de uns flashback danadão nosso sábado, com muita coisa gostosa, revezando com nados gostosos no rio (Me renderam uma queimadura bacana)e jogando um bilhar danadão na quitanda (aonde você pode recarregar estoque de gelo, carvão ou outras coisitas mais, você não fica na mão em Pongaí)

Desta vez tinham mais pescadores que da última!

Desta vez tinham mais pescadores que da última!

Desta vez os chuveiros gelados não afetaram em nada, pois estava calor. Os gatunos não abusaram de nós, pois guardamos bem as coisas.

Entre o sábado e domingo, o camping lotou. Diferente da outra vez que nos sentimos donos do recinto, desta vez tinha muita gente meeesmo. Tanto que do sábado para domingo eram 4 da manhã uns loki ligou som e começo a cantar implorando por comida, tudo chapado, eu que tenho sono pesado caguei e voltei dormir ksksks.

Lotado os quiosques!

Lotado os quiosques!

A foto de capa já indica como foi desta vez nosso camping, com muito mais gente do que da última. Para mim não tem dessa de qual foi a melhor, cada momento é um momento distinto mesmo estando no mesmo lugar, mas fiquei feliz desta vez estarmos reunidos numa galera gente boa, sem frescura.

Denílson comandando a churrasqueira, fingido ser gaúcho!

Denílson comandando a churrasqueira, fingido ser gaúcho!

Depois da galera ter comido o dia todo, hora da sonequixa... saca só minha barriga, deplorável! kkkkk

Depois da galera ter comido o dia todo, hora da sonequixa… saca só minha barriga, deplorável! kkkkk

De boa, com um bom som todo mundo comendo e bebendo bem, cada um fazendo a sua parte. Espero que os novatos continuem a ir conosco a outros locais e que a amizade fortaleça através de momentos como foram este fim de semana com muitas risadas e boa conversa, principalmente quando no sábado a noite já confortavelmente entorpecido ao lado de meu irmão Douglas me toca Joe Cocker – With a Little Help From my Friends, aí foi foda! Este tipo de coisa só acontece nestes eventos e tornam-se inesquecíveis.  Uma pena que alguns abstém-se de querer viver estes momentos com outros por motivos banais, lastimável.

Selfie do domingo do outro lado da praia! Desta vez eu estava prevenido!

Selfie do domingo do outro lado da praia! Desta vez eu estava prevenido!

Espero que os camarões, pinguins e sonecas encontrem-se novamente para futuras acampadas, todos juntos novamente. Até uma próxima!

E se o post influenciou vocês a irem, comentem o que acharam do lugar. Seu comentário sempre é muito importante, é o que dá alma ao Blog.

Siga-nos no WordPress – https://rezenhando.wordpress.com/
Siga-nos no Twitter – https://twitter.com/Birovisky
Curta no Facebook – https://www.facebook.com/rezenhandoaculturapopaz/
Inscreva-se no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCCfmjZm3KuEE-XsNhfBnqvQ

A natureza é mais esperta!

A natureza é mais esperta!

Anúncios

5 comentários sobre “Camping na “Prainha” de Pongaí 2 – Tudo que é bom merece uma continuação!

  1. Pingback: Camping Caminho Caipira em Borborema | Rezenhando

  2. Pingback: Camping da Virada em Analândia | Rezenhando

  3. Pingback: Meu Primeiro Camping em Pongaí-SP ⛺️ |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s