Rezenha Crítica Metallica – Hardwired…To Self-Destruct 2016

capa-hardwired-to-self-destruct

Os meus amigos e fãs de Metallica sempre dizem que você começa a curtir o som dos caras em algum momento distinto da sua vida, e que não é como outras bandas que a maioria é na adolescência (Exemplo que aconteceu comigo, onde comecei curti a maioria que ainda sou fã). E assim está ocorrendo este processo comigo, onde só agora,  com 25 anos de vida to pegando para ouvir mais intuitivamente, inclusive os trabalhos antigos. Nesse momento estou escrevendo essa ReZenha curtindo o novo CD deles que lançou anteontem dia 22. Ansiosos para saber como está a pegada?

Lembro que eu fazia curso técnico em 2008 quando lançou o Death Magnetic (Último álbum até então do Metallica) e tinha um companheiro que era fanzasso, mas ele não tinha curtido o som. Eu pelo contrário, havia achado bacana mesmo não sendo fã ou curtindo muito, principalmente a The Day That Never Comes, o clipe e o trabalho dessa música é muito lindo, musicão de alta qualidade. Ele achava um absurdo e sempre falava que minha opinião não valia porque eu curtia apenas a Nothing Else Matters e I Disappear (Muitos fãs acham uma heresia gostar dela, mas fazer o que, eu acho a pegada e riff das guitarras massa, além do clipe que é trilha e baseado no Missão Impossível).  Enfim o tempo passou e 8 longos anos depois lançaram um novo trabalho, e que trabalho hein, do caralho!

Não sou nenhum especialista em música, e estou escrevendo esta reZenha ouvindo o álbum na íntegra para viajar junto com o som e descrever as sensações transmitidas. São 2 CD’s com uma qualidade sensacional. Se você ouvir em um aparelho de som ou fone decente, comcerteza vai ficar pilhado com a pedaleira dupla comendo solta munida de riffs e arranhadas na guitarra incríveis. Se você fecha os olhos parece que no meio da escuridão de acordo com as batidas, abstrações começam formar-se em volto ao breu, é foda.

Achei essa capa muito doida! Como eu queria um disco de vinil com essa capa, arte show de bola!

Achei essa capa muito doida! Como eu queria um disco de vinil com essa capa, arte show de bola!

As que mais gostei do álbum foram:

Hardwired: Primeiro single que lançaram antes do álbum nas mídias digitais. Música pegada, boa para acordar de bom humor pela manhã e ir pro agito alucinante.

Dream No More:  Essa daqui sacolejou o pai, principalmente vendo a tradução. Que pegada, que batidão de batera fodido! Já fiquei loko ouvindo, e olha que nem sou muito do Metal, mas tenho que tirar o chapéu. Depois dizem que as bandas clássicas não fazem nada de bom. Isso é uma mentira deslavada, a diferença que hoje a mídia da massa evita dar espaço a elas sabe-se deus porquê. Mas a Internet está aí para nos agraciar com canções como é o caso dessa.

Halo in Fire:  O refrão fico na cabeça. Bão também!

Confusion:  Os arranjos de guitarra e solos dela são massas. Muito boa.

Murder One:  Essa é feita para Headbangers. Dá uma vontade muito louca de sair curtindo ela balançando a cabeça assustadoramente como se não houvesse amanhã! Show de bola o refrão!

Spit Out the Bone: E o CD termina com essa porrada, toma no cú! Que doideira…

Vale a pena comprar ou baixar. A maioria das músicas muito boas, com capacidade de todas serem singles de sucesso. Qualidade inquestionável, muitas vezes uma banda pode até alterar o estilo, só não pode perder a identidade, esse processo em certa época ocorreu, muitos não gostaram, mas hoje com esse Hardwired…To Self-Destruct é notório que voltaram as raízes, como se tivessem começado ontem.

Siga-nos no WordPress – https://rezenhando.wordpress.com/
Siga-nos no Twitter – https://twitter.com/Birovisky
Curta no Facebook – https://www.facebook.com/rezenhandoaculturapopaz/
Inscreva-se no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCCfmjZm3KuEE-XsNhfBnqvQ

Anúncios

6 comentários sobre “Rezenha Crítica Metallica – Hardwired…To Self-Destruct 2016

  1. O Metallica tem uma coisa estranha, alguns álbuns a gente considera, outros nem tanto e pelo menos um é do tipo “pelos reffis de Lemmy, que droga é essa?”………o Hardwired ficou simplesmente sensacional…….e, tirando a punhetagem em cima do Lars e do Hetfield em Atlas Rise!, os clips também lembram a melhor era de clip do Metallica no St. Anger………

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s