Existem coisas que jamais devemos pensar em mudar!

hp-12c-gold

Procurando por uma calculadora financeira da HP e de encontro com as notícias sobre o novo brasão da Juventus de Turim e das novas latinhas de Coca Cola me veio à tona este pensamento e resolvi transmiti-lo no blog. Mesmo com essa loucura imediatista que está o nosso mundo e a necessidade de sempre inovar, sendo o pioneiro em algo e em constante atualização, todavia existem algumas coisas que o seu destaque e poderíamos ousar até chamar de charme, são justamente manter-se como sempre foram, mantendo àquela identidade outrora de vanguarda, e que atualmente pode até receber o título de saudosista, independente de tudo isso, a principal mensagem ainda está lá, a sua identidade enraizada.

As ligações realmente são bem distintas, mas pense comigo, será que a famosa calculadora financeira da HP seria referência até hoje se em algum momento desde que foi lançada tivesse sofrido alguma mudança radical? Aquela calculadora com design em paisagem (horizontal) dourada com suas teclas pretas está teoricamente mais do que “ultrapassada” só que ainda é uma das mais vendidas do mundo, mesmo custando um valor astronômico (Digo isso porque por R$200,00 reais você consegue um celular por exemplo). A qualidade dela é inegável, só perguntar a qualquer profissional de finanças. Conversando com muita gente envolvida e que trabalha diariamente jura que a HP realizou sim algumas mudanças, porém foram apenas nas teclas, deixando-as mais macias, causando descontentamento a quem já utilizava os primeiros modelos com teclas muito mais firmes sem aquela impressão de que pode quebrar a qualquer momento caso aperte com um pouco mais de força.

A bola de neve cresceu tanto que se a HP amanhã mudar radicalmente o seu design, quando algum contador ou engenheiro em potencial for procurar por uma vai até comprar de outra marca. Ela é feia? É. Mas as suas funções estão muito bem dispostas além do que, inclusive professores ministram suas aulas com base na sequência de caracteres que utilizam para calcular as fórmulas com sua “HPzinha”. É como adiantei, está enraizado no subconsciente dos que sempre trabalharam com uma e dos que vão futuramente trabalhar na área, afinal seus professores sempre trabalharam com uma dessas e seus conceitos já estão lá, enraizados. Mesmo tão saudosista tornou-se um objeto da Cultura POP!

Em contrapartida esta semana deparei-me com uma aberração marketeira, um atentado a tradição de uma das mais conhecidas e respeitadas  camisas do mundo, da Juventus. Resolveram “atualizar” o seu brasão para atrair novos torcedores (Como se com as suas campanhas incríveis no italiano e sendo uma das maiores campeãs europeias já não conseguissem), ainda que tivessem feito algo bem feito eu não ficaria irritadiço, mas o problema é esta moda de inserir conceito minimalista em tudo, para quem não sabe, é quando estão com preguiça de compor algo detalhado, preenchem com o menor nível de detalhes e cores possível, e isso resume por exemplo o que é esta geração Z. Não que eu seja contra, mas é notório a preguiça de quem criou, existem muitas marcas que mudaram para este conceito mas é notável um trabalho, só que um brasão de um time de futebol é necessário um mínimo de cuidado com os detalhes, é a história do clube que está ali, quiçá um clube centenário. Muitos clubes, inclusive o que eu torço, passaram por reformulações em seu brasão, porém nunca fizeram algo tão radical. O Manchester City mudou o seu brasão também, mas foi realizado um trabalho por trás, utilizando-o de exemplo próximo e que deu certo.

Antigo Brasão x Novo Brasão

Antigo Brasão x Novo Brasão

Reação da torcida instantânea

Reação da torcida instantânea

Existem outros exemplos que nunca mudaram a “sua cara” mas se for citá-los aqui e rezenhar sobre demandaria texto em demasia e não é a intenção do post, mas só para lembrarem alguns mais conhecidos e que lembrei de bate pronto: A manteiga Aviação, a Coca Cola com suas garrafinhas de vidro e o seu logotipo, Minancora, condicionador Neutrox, aquelas jarras de café italianas octogonais de inox (Marca Moka?), entre outras. Eles mantêm sua identidade, podem ter sofrido algumas pequenas mudanças, mas jamais arranharam a sua identidade visual que persuade o consumidor a diferenciá-los dos demais.

E aí você concorda ou não, conhece algum produto que tenha sofrido alguma mudança drástica ou algum que sobreviva nesta sociedade cada vez mais imediatista? Comente, o seu comentário é a alma do Blog!

Siga-nos no WordPress – https://rezenhando.wordpress.com/
Siga-nos no Twitter – https://twitter.com/Birovisky
Curta no Facebook – https://www.facebook.com/rezenhandoaculturapopaz/
Inscreva-se no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCCfmjZm3KuEE-XsNhfBnqvQ

Anúncios

7 comentários sobre “Existem coisas que jamais devemos pensar em mudar!

  1. Pingback: Abandona Lorenzetti, Duchas Evidence da FAME | Rezenhando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s