Todos deveriam ter um animalzinho

Diante da indicação de uma leitora assídua do Blog que pediu para rezenhar sobre os benefícios da adoção de animais, resolvi fazer uma alteração no conceito, falar sobre o tema, entretanto explanando como vivenciei as duas situações, tanto adotar como comprar um “amiguinho”, acho que é mais pertinente discutir e demonstrar a verdadeira importância de termos um familiar despojado em nossa casa, independente da forma como ele chegou até nós!

Desde pequeno minha casa é rodeada de animais, sejam cachorros, porquinhos da índia, coelhos ou passarinhos (agora só um cachorro). Desde que me entendo por gente tive três cachorros, dois comprados e um (a atual) adotado. Todos tiveram o amor que mereciam e tanto eu como minha família privilegiados do amor que eles nos cederam ou no caso do “Loki das ruas” continua cedendo. Dos que já faleceram só ficam as histórias e a saudade registrada em raras fotografias.

Duas coisas enchem uma casa de luz, paz e amor: são os animais e crianças. Quando eles chegam, transformam o ambiente para melhor, parece que as pessoas ficam mais suscetíveis a distribuir o amor e mais compreensivas umas com as outras, além de render sempre histórias engraçadas e que marcam em nossa memória. Após a morte de minha vó, 2 anos depois aproximadamente morreu meu Boxer que se chamava Apollo. Foram mais alguns anos aí de uma casa triste sem vida, só voltou a alegria de todos quando do nada adotei um meninão de rua, com seus olhos de caramelo chamado Loki.

Esta rezenha pode até soar “em cima do muro” por mim não optar para nenhum dos lados, mas a catarse de cuidar de alguém é amá-lo como se fosse um filho. A única coisa que lastimo sobre os animais de estimação (principalmente cachorros) é que não vivem muito, mas o que acaba me consolando e fazendo esquecer este detalhe é uma citação que li há um tempo atrás – Os animais que vivem menos, são os que já nascem sabendo amar – Porque já presenciei muitos que foram maltratados e ainda sim eram fiéis aos seus carrascos, achava isso incrível.

Se você quer ter uma animalzinho ou presentear alguém, não pense duas vezes, todos eles precisam de um lar, independente se for de rua ou de alguma casa de ração à venda. Siga seu coração, e seja feliz.

Fazendo este post me veio este clipe do Korn, da década passada mas que sempre vejo eu raxo o bico. Auspicioso!

Siga-nos no WordPress – https://rezenhando.wordpress.com/
Siga-nos no Twitter – https://twitter.com/Birovisky
Curta no Facebook – https://www.facebook.com/rezenhandoaculturapopaz/
Inscreva-se no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCCfmjZm3KuEE-XsNhfBnqvQ

Anúncios

3 comentários sobre “Todos deveriam ter um animalzinho

  1. Animais de estimação são mesmo muito legais. Tive meu primeiro cachorro há pouco tempo atrás, um spitz alemão, fofíssimo. Peguei ele filhotinho, neste mês ele faz dois anos. Na época, estava extremamente deprimido, quis o cachorro exatamente para me ajudar a melhorar. E ajudou. Causou um reboliço em casa, um furacão, mordeu coisas, ainda tem mania de pegar tudo na boca… Mas quando olho aquele focinho, não tenho como dizer que me arrependo. Minha família acabou se adaptando ao nosso dog. Amo muito ele, e sei que ele nos ama. Ele é muito vivo, afoito, e amoroso.

    Mas devo dizer que não recomendo para literalmente todo mundo. Ter um animal é uma responsabilidade grande, requer tempo e dinheiro. Pra uma pessoa que quase nunca está em casa, não tem tempo e nem tem com quem dividir a responsabilidade, e/ou não tem dinheiro, eu não recomendaria.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s