Rezenha Crítica Expresso do Amanhã 2013

Pensa num filme que há tempos estava na minha lista e que sempre vinha adiando justamente porque meu sexto sentido estava querendo dizer algo. Pois bem, aquela carinha de putinho do Chris Evans (Capitão América) não engana ninguém, e o filme com um extremo potencial em virtude do roteiro que é baseado em uma obra literária naufragou em qualidade visual nos cinemas. Confiram a “rezenha” crítica de O Expresso do Amanhã.

O filme aborda a criação de um experimento para impedir o aquecimento global e que falha, como consequência uma nova era do gelo toma conta do planeta. O que resta é apenas neve e guerra. Os únicos sobreviventes da Terra estão a bordo de uma imensa máquina chamada Snowpiercer. Lá dentro, os mais pobres vivem em péssimas condições, enquanto a classe rica vive em meio ao luxo.

Durante os 126 minutos de duração, são jogados várias discussões em nossa retina sobre a divisão de classes sociais e o que cada cidadão independente sendo do bem ou não e o que merece quando nasce, seguindo uma linha de vida pré determinada até sua morte. Bem ditatorial e consequência do utópico socialismo.

São ideias boas, porém muito mal executadas, as 2 horas de filme transformaram-se em 3. Muito arrastado com um exagero de câmeras lentas, alguns discursinhos bem babacas e muita coisa jogada na tela sem uma razão. O começo do flme é muito bom porque não sabemos quase nada o que está rolando e no primeiro piquete dos miseráveis, um deles é condenado a um castigo, e achei a cena muito foda. Fora isso não se tem muito o que falar, você vai desgostando do filme. Se o diretor Bong Joon-ho tivesse assistido pelo menos o primeiro The Raid (famoso filme que um batalhão precisa chegar ao último andar de um prédio para capturar um traficante) teria sido um filme mais emocionante e tenso.

O que salvou o filme de um fiasco é a cena onde os miseráveis batalham com a “gang dos machados” e os caras com visão noturna dentro de um túnel. Achei bem curiosa aquela cena, porém mal executada como o restante do filme.

O terceiro ato da obra poderia ter tido um final com uma sequência de diálogos muito foda, mas que infelizmente a sensação foi brochante diante de tudo aquilo que é revelado. Fora o ambiente externo, o mundo coberto de neve com um efeito especial bem tosco, nem filme dos anos 80 possuem efeitos tão tosco, sem brincadeira.

Um filme para assistir uma vez e esquecer.

Minha nota é 2/5.

E você já assistiu o filme? Conte-nos para saber sua experiência. O seu comentário é a alma do Blog.

Confiram os meus filmes favoritos!

Leiam mais rezenhas críticas!

Siga-nos no WordPress – https://rezenhando.wordpress.com/

Siga-nos no Twitter – https://twitter.com/Birovisky
Curta no Facebook – https://www.facebook.com/rezenhandoaculturapopaz/
Inscreva-se no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCCfmjZm3KuEE-XsNhfBnqvQ

Anúncios

Um comentário sobre “Rezenha Crítica Expresso do Amanhã 2013

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s