Manuel Bandeira e o Amor

Dedicada a uma pessoa que apresentou-me este “poeteiro” da literatura brasileira em uma fase onde eu caminhava sozinho pelo pântano da tristeza infinita e que infelizmente “não está mais entre nós”. Seus textos são como muitas vezes costumo pensar, o amor pode ser demonstrado de várias formas, inclusive com o ódio, não que seja o caso, óbvio que não, esta apenas uma divagação deste caixeiro viajante, blogueiro divagador e romântico incurável.

Posto aqui algumas das inúmeras formas de amar, todas traduzidas por Manuel Bandeira. Há algum tempo havia compartilhado convosco o texto “Quero ir à Pasárgada” do mesmo autor, outro lindo texto.

O IMPOSSÍVEL CARINHO

“Escuta, eu não quero contar-te o meu desejo
Quero apenas contar-te a minha ternura
Ah se em troca de tanta felicidade que me dás
Eu te pudesse repor
Eu soubesse repor
No coração despedaçado
As mais puras alegrias de tua infância!”

O ÚLTIMO POEMA

“Assim eu quereria meu último poema
Que fosse terno dizendo as coisas mais simples e menos intencionais
Que fosse ardente como um soluço sem lágrimas
Que tivesse a beleza das flores quase sem perfume
A pureza da chama em que se consomem os diamantes mais límpidos
A paixão dos suicidas que se matam sem explicação.”

NÃO QUERO

“Não quero amar,
Não quero ser amado.
Não quero combater,
Não quero ser soldado.
Quero a delícia de poder sentir
as coisas mais simples!”

Siga-nos no WordPress – https://rezenhando.wordpress.com/

Siga-nos no Twitter – https://twitter.com/Birovisky

Curta no Facebook – https://www.facebook.com/rezenhandoaculturapopaz/

Inscreva-se no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCCfmjZm3KuEE-XsNhfBnqvQ

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s