Rezenha Crítica Extraordinário 2017

extraordinario filme wallpaper

Existe uma regra em minha vida para chorar em filmes, não, na verdade são duas, e acho que também se aplica a você amigo leitor, se tem criança ou animal como protagonista o choro é livre, ainda mais em uma obra com a carga emocional dessa magnitude e com um elenco de encher os olhos e especialistas em dramas. Confiram a “rezenha” crítica de Extraordinário, fechando o ano cinematográfico de 2017 com chave de ouro.

August Pullman dispensa apresentações, é um garotinho que nasceu com uma desordem craniofacial congênita. Até chegar a forma atual para sobreviver passou por inúmeras cirurgias que como consequência deixou-o com uma aparência nada convencional. Pela primeira vez, ele irá frequentar uma escola regular, como qualquer outra criança. E aí que começam os atritos e medos.

A obra trabalha muito bem os seus 113 minutos, quando nos damos conta, o filme acabou e ficamos até no final dos créditos querendo mais, esperançosos por um pós créditos.

O surpreendente foi a descentralização de “Auggie, mesmo ele sendo o centro das atenções a história de sua irmã e de seus amigos são tratados com uma atenção surpreendente, demonstrando durante o longa o esquecimento dos pais de”Auggie para com sua irmã, os conflitos e motivos pelo qual algum de seus amigos (ou inimigos) são o que são e o ponto de vista de cada um e tudo desenvolvendo-se muito bem sem perder o contexto ou ficar cansativo.

A teoria que explanei na introdução se enquadra a Extraordinário em dobro, porque além de uma criança e seus problemas temos também um animal, ou seja, se não fosse de uma forma seria de outra que o público iria às lágrimas. Tiro certeiro. Mas isso não negativa o filme porque nada fica forçado, com um roteiro leve e boa interação entre todo o núcleo.

Temas como bullying, abuso e preconceito são recorrentes do nosso dia dia e das nossas crianças e são todos explanados de forma bem clara no filme.

De início tinha achado a caracterização do ator meio exagerada, mas vendo as fotos reais da criança fiquei “de cara” com a semelhança que conseguiram chegar, incrível. Fora que o peso dramático da história é desenvolvido de uma forma que não ficasse forçado, na verdade dentro do próprio longa pela visão de sua irmã tratam isso o que foi sensacional.

Os direitos de imagem devem ter ficados bem caros, além do estrelado elenco, como “Auggieé fã de Star Wars, em vários momentos foram utilizados elementos da saga, até o Chewbacca apareceu!!!

O cinema tem muito disso, do fator surpresa, seja para o bem como para o mal. Neste caso foi para o bem, literalmente. Filme emocionante, você sai do cinema com uma sensação de alegria apesar de todo o peso que a história carrega.

Duas coisas vou levar sempre comigo que aprendi com o “Auggie“: Você conhece uma pessoa pelos sapatos que ela calça e que muitas vezes entre ser gentil ou estar certo é melhor sermos gentis.

Iria assistir de novo? Sim.

Minha nota é 5/5.

E você o que achou do filme? Conte-nos para saber sua experiência. O seu comentário é a alma do Blog.

Leiam mais rezenhas críticas!

Siga-nos no WordPress – https://rezenhando.wordpress.com/
Siga-nos no Twitter – https://twitter.com/Birovisky
Siga-nos no Instagram – https://instagram.com/Birovisky
Curta no Facebook – https://www.facebook.com/rezenhandoaculturapopaz/
Inscreva-se no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCCfmjZm3KuEE-XsNhfBnqvQ

Anúncios

9 comentários sobre “Rezenha Crítica Extraordinário 2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s