Rezenha Crítica Reza a Lenda 2016

E lá vamos nós ao Mad Max do agreste , nome dado quando ano passado foi lançado. Surgiu estes tempos no Netflix e como estava procurando um filme “tiro curto” (Possui 1 hora e 20 minutos) para passar o tempo resolvi soltar o play na bagaça, ignorando muitas críticas negativas e inclusive se ler algo aqui de um filme que provavelmente vá gostar ignore também ksksksksksksks… Confiram a “rezenha” crítica de Reza a Lenda, o Mad Max do Sertão.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Valerian e a Cidade dos Mil Planetas 2017

E minha teoria sobre trailers concretizou-se. Há um tempo não via mais trailers, simplesmente se um filme lançava eu ia lá e assistia, primeiro para evitar os spoilers que estão entregando de bandeja e também para não ficar estigado. Eis que me deparo com o Valerian, vi o trailer, não resisti, fiquei fascinado com o universo chegando a pregar que seria muito melhor que Avatar, e por consequência levei meus amigos comigo pro cinema. Ledo engano, confiram a “rezenha” crítica de Valerian e a Cidade dos Mil Planetas.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Fome de Poder 2017

Michael Keaton tem aparecido constantemente aqui no Blog, mesmo que sem querer porquê nem fã eu sou dele, e Fome de Poder relutei muito em assistir porque pensei que seria mais um daqueles filmes biográficos onde vemos apenas um lado da moeda, só que não, se você é um empreendedor, pensa em abrir algo ou simplesmente gosta de ver o circo pegar o fogo e da missa nem sabe a metade sore o surgimento do McDonald’s esta sessão pipoca é obrigatória. Confiram a “rezenha crítica de Fome de Poder.

Continuar lendo

Rezenha Crítica O Experimento de Milgram 2015

Antes de qualquer coisa é preciso deixar outra dica juntamente com esta, se for assistir O Experimento de Milgram que é baseado em uma história REAL, não deixe de complementar a lógica do Doutor Stanley Milgram  com a ficção drama comédia Ele Está de Volta (que já escrevi aqui!), você vai ficar chocado com o poder do ser humano em ser persuadido e “liderado” por uma força maior mesmo que inconscientemente. Ficou curioso? Confiram a “rezenha” crítica de O Experimento de Milgram.

Continuar lendo

Dunkirk: Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come

dk

Não é novidade que as salas de cinema estão saturadas de adaptações, continuações, reboots, remakes e tudo aquilo que é desprovido de criatividade. E o problema disso é que os estúdios investem cada vez menos em produções originais, já que o retorno financeiro é pouco confiável quando a propriedade não vem acompanhada por uma base preestabelecida de fãs — o público não comparece; a grana não entra no caixa. É por isso que Christopher Nolan só encontrou seu lugar sob os holofotes após o enorme sucesso de público e crítica da sua trilogia do Cavaleiro das Trevas. Daí em diante, seu nome virou sinônimo de garantia para os investidores e de qualidade para as massas, ou seja, um casamento perfeito onde todo mundo sai ganhando. Hoje, pode-se dizer que Nolan é um dos poucos a ter carta branca (leia-se cheque em branco) para filmar qualquer coisa da sua cabeça, por mais maluca e ambiciosa que seja. Ele dobrou uma cidade inteira em A Origem, viajou através de um buraco de minhoca em Interestelar e agora criou seu próprio simulador de guerra em Dunkirk. Sim, seu último trabalho é uma experiência cinematográfica sensorial e imersiva como nenhum outro filme do gênero, onde o expectador é jogado no meio da ação com o único objetivo de SOBREVIVER entre os milhares de soldados aos ataques ensurdecedores dos Stukas (os bombardeiros de mergulho alemães).

Continuar lendo

Rezenha Crítica True Detective 2014

Com as notícias sobre a confirmação do elenco para a terceira temporada de True Detective e com a provável volta do detetive Rust Cohle (Méteu Macaunei) resolvi reassisti-la. Acho que esta degustação tem sido ainda melhor de quando assisti pela primeira vez, cada detalhe podendo ser apreciado por estes olhos que a terra há de comer. Confiram esta detalhada e esmiuçada “rezenha” crítica da primeira temporada de True Detective, uma das melhores séries já criadas de todos os tempos, onde somos mergulhados aos sentimentos mais amedrontadores da sociedade moderna e que ainda sim quase todos estão chafurdados nelas, a Melancolia e Desilusão…

Continuar lendo

Rezenha Crítica Transformers 5: O Último Cavaleiro

E lá vamos nós, PUTA QUE O PARIU… para o quinto Transformers, franquia que me acompanha desde a adolescência. Me arrependo de não ter visto o primeiro nos cinemas. Independente da qualidade de todos os filmes até aqui, uma coisa é certa, Transformers merece ser visto no cinema e desde então é o que faço, foda-se a crítica (inclusive a minha ksksksks), nestas horas cagamos e andamos para a lógica e bom senso e vamos nos divertir. Confiram a “rezenha” crítica de Transformers 5: O Último Cavaleiro.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Marcas da Violência 2005 de Cronenberg

Depois de um longo tempo sem assistir nada de um dos meus diretores favoritos eis que aqui estou novamente deleitando-se sobre as teclas do computador, digitando com prazer para falar de um filme de 2005 do Cronenberg, que relutava ao assisti-lo é verdade, muito por conta do mais recente Senhores do Crime que assisti dele com uma pegada até parecida e que apesar de ser bom, não era o que eu esperava. Ai para “perder” uma hora e meia coloquei o Marcas da Violência, filme relativamente curto e que me surpreendeu muito positivamente, uma miscelânea da loucura de Cronenberg com toda aquela crueldade Tarantinesca. Ficou curioso? Confiram a “rezenha” crítica de Marcas da Violência.

Continuar lendo

Rezenha Crítica O Vendedor de Sonhos 2016

Este é um típico filme que não se pode analisar apenas o filme em si, mas a sua importância num todo para quem o assiste e a mensagem que tenta passar. Só quem passou por situações transcritas, tentativas de suicídio e a “fossa total” irá conseguir ver “além do muro” de uma maneira diferenciada, não que sejam melhores de quem não passou por tais situações, mas a forma de se receber a mensagem torna-se diferenciada. Confiram a “rezenha” crítica de O Vendedor de Sonhos.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Need for Speed 2014

Estava afim de ver o eterno Jesse Pinkman em um filme fora do mundo Breaking Bad, já que tivera a triste experiência de assistir Êxodo: Deuses e Reis no qual ele fazia uma ponta, e precisava apagar aquilo de minha mente, porquê era inconcebível termos uma pessoa chapada daquele jeito na Era A.C (Antes de Cristo) ksksksksksks (Yo Moisés!). Brincadeiras a parte já vou criar treta na introdução, jogando merda no ventilador e saindo correndo, onde infelizmente Need for Speed não teve o retorno desejado mesmo sendo melhor que a maioria dos filmes da franquia de Velozes e Furiosos. Confiram a “rezenha” crítica de Need for Speed – O Filme (Ridículo as distribuidoras brasileiras adicionarem este subtítulo).

Continuar lendo

Rezenha Crítica A Cabana 2017

Vencendo o preconceito e muito bem acompanhado fui conferir A Cabana, clássico literário transcrito para às telas do cinema e sinônimo de recente sucesso. Um daqueles filmes que muitos relutam em assistir, e que ao conferir podem surpreender-se como foi o meu caso. Lembra muito o clássico e oscarizado Amor Além da Vida (que já escrevi sobre aqui no Blog). Descubra o porquê nesta “rezenha” crítica de A Cabana.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Contatos de 4º Grau 2009

Estava com saudades em escrever sobre filmes de antes do ano de 2010 (antes eram os de antes dos anos 2000, tô ficando véio e páia) e como faz um tempo não via nada sobre ufologia e abduções resolvi assistir a este clássico e excelente filme B lançado em 2009 e que vai te deixar grudado no sofá ou cama até o último depoimento dos créditos,  confiram a “rezenha” crítica de Contatos de 4º Grau.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Os Corações de Buster 2016

Desde que assisti a excelente série Mr. Robot (confiram a “rezenha” aqui) sentia a necessidade de conferir algum trabalho de Rami Malek pós série e há meses fiquei no aguardo do lançamento desta obra, não apenas por esta vontade pessoal, também pela sinopse do filme que já chamava a atenção. Não é um filme de fácil compreensão, você vai deitar e ficará refletindo sobre tudo o que ocorreu durante os 96 minutos, e isso é só a ponta do iceberg, confiram a “rezenha” crítica de Buster’s Mal Heart.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Homem Aranha: De Volta ao Lar 2017

E lá vamos nós para mais um filme de super herói, desta vez ver o aracnídeo homo sapiens, o primeiro filme em minha infância que fiquei PERPLECTO no cinema e que anos depois tive uma das maiores frustrações com a versão do playboy Andrew Garfield. Exaltações e decepções à parte confiram a “rezenha” crítica de Homem Aranha: De Volta ao Lar.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Power Rangers 2017

Quando eu vi as artes conceituais e trailer do novo Power Rangers nada me apeteceu, principalmente o “novo jeito” de morfar e toda aquela estilização visual moranguinho vindoura de uma década escassa da criatividade, onde os diretores enfiam efeitos especiais em tudo e quase nada prático, palpável, perdendo aquela magia do cinema de obras como Star Wars, História sem Fim, Labirinto e dos próprios Power Rangers. Ainda sim a nostalgia ficou me cutucando por dias, eu sentia que não podia deixar de assistir este novo filme, mesmo torcendo o nariz para o que acabei de falar, sim virei adulto… e chato! Confiram a “rezenha” crítica de Power Rangers.

Continuar lendo

Rezenha Crítica John Wick: Um Novo Dia Para Matar 2017

Quando assisti ao primeiro John Wick não “dáva 1 real” pro filme, e me surpreendi com tamanha destruição e ação objetiva que o filme propunha, lembrando os áureos e inesquecíveis anos 80 e começo dos 90, mesclando brucutu com a classe e finesse das máfias. Estava na seca para assistir sua continuação, uma vez que de forma unânime galera falando bem, fossem amigos ou a Internet, até os que nem curtem muito o gênero rasgando elogios. Confiram a “rezenha” crítica de John Wick: Um Novo Dia Para Matar.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Deuses Americanos

Como não sou de ficar esperando e dependendo do Netflix, resolvi ir assistir à Deuses Americanos, série tão “divulgada” gratuitamente pelas “fontes POP” e formadora de opiniões de nossa Internet brasileira, diga-se Omelete, Judão e JovemNerd por exemplo. Não terminei a 1ª temporada ainda mesmo porquê a mesma ainda não acabou e mesmo assim já sabemos que era uma das séries mais aguardadas e já é uma das melhores deste ano.  Confiram a “rezenha” crítica de Deuses Americanos.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Expresso do Amanhã 2013

Pensa num filme que há tempos estava na minha lista e que sempre vinha adiando justamente porque meu sexto sentido estava querendo dizer algo. Pois bem, aquela carinha de putinho do Chris Evans (Capitão América) não engana ninguém, e o filme com um extremo potencial em virtude do roteiro que é baseado em uma obra literária naufragou em qualidade visual nos cinemas. Confiram a “rezenha” crítica de O Expresso do Amanhã.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Mulher Maravilha 2017

Os visitantes mais antigos estão estranhando esta sequência de filmes com super heróis por aqui, pois bem, até eu, mas é que alguns de fato estão realmente valendo a pena, como é o caso da Mulher Maravilhosa, oops, digo Mulher Maravilha. Um filme que agrada a todos, menos os “marveletes” e algumas “feminazes” que sonhavam com um absurdo “subaco” peludo nas telonas, fora estes intempéries o filme vem como um representante digno da DC, felizmente sem o carma sabotador de Zack Snyder e Warner picotando toda a ala criativa, ainda bem. Confira “rezenha” crítica de Mulher Maravilha.

Continuar lendo