Rezenha Crítica Em Ritmo de Fuga 2017

Desde que eu vi o trailer deste filme, sendo que nada mais é que seu próprio prologo, estava na ânsia por assisti-lo, infelizmente não pude ver no cinema que era o que mais queria, curtindo o som do motor dos carros em paralelo a uma trilha sonora impecável. Mas isso não fez eu recolher minhas “calças boca sino” e viajei na vibe do filme, que naquilo que propõe é perfeito. Confiram a “rezenha” crítica de Baby Driver, isso mesmo, B-A-B-Y, ou para nós Em Ritmo de Fuga.

Continuar lendo

Anúncios

Rezenha Crítica K-PAX 2001

Voltando aquela positiva onda de excelentes filmes desta vez um que há anos, desde que comecei a assistir House of Cards prometia ver e nunca conseguia ou simplesmente esnobava, sabe-se Deus porquê, sabendo que era um filme cuja temática me cativa e sem contar que estamos falando de Kevin Spacey (que não é este Deus da dramaturgia, mas nestes filmes mais pirados ele se sobressai). Finalmente fui conferir e me arrependo arduamente de ter perdido no mínimo 15 anos sem ter assistido esta obra prima mais de uma vez, e quando falo obra prima não é apenas pela magistrosa atuação do “Presidente”, também por todas as nuances que o filme nos remete. Confiram a “rezenha” crítica de K-PAX: O Caminho da Luz.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Kingsman: O Círculo Dourado 2017

Kingsman não é o melhor filme de ação da década (o melhor para este blogueiro ainda é o Mad Max: Estrada da Fúria, descubram porquê), só que disparado tem sido por enquanto melhor franquia, isso desde o seu primeiro lançamento em 2016 (confiram “rezenha aqui”), tanto que o segundo foi lançado pouco mais de um ano depois devendo apenas o fator surpresa de seu antecessor. Confiram a “rezenha” crítica deste show de insanidade chamado Kingsman: O Círculo Dourado. E nunca se esqueçam, “a conduta define o homem”.

Continuar lendo

Filmes para curtir no Halloween!

Não sou muito chegado em fazer listas, mas como dia 31 de Outubro é dia das Bruxas e adoro um bom filme de terror fiz aqui uma lista com os filmes de terror que eu mais gostei de assistir até hoje. Não tenho um critério específico, se enquadram aqueles que eu literalmente fiquei com o cú na mão, os que não assustei muito mas que são excelentes ou qualquer outro critério, às vezes um suspense é um terror melhor que muito terror por exemplo. A ordem não é por gosto e sim que fui lembrando, inclusive muitos eu escrevi aqui no Blog. Confiram.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Bonequinha de Luxo 1961

Na sessão nostalgia deste domingo a bola da vez foi o “clássico” Bonequinha de Luxo, que teoricamente é considerado uma lenda cinematográfica.  Alguns filmes são como o vinho, quanto mais velhos, melhores, não é o caso deste, que ficou parado no tempo e datado por possuir muitos padrões de beleza e orientação que hoje podem ser consideradas preconceituosas ou absurdas. Descubram porquê na “rezenha” crítica de Bonequinha de Luxo.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Fervura Máxima 1992

wallpaper fervura maxima 1992

De volta no túnel do tempo, mais precisamente a década de 90, como estava com saudades de escrever sobre algum filme antigo que não faça parte do conhecimento de muita gente, é o caso de Fervura Máxima, clássico de John Woo, um dos diretores mitos dos filmes de ação. Uma pena não ter encontrado em áudio original este filme para assistir, apenas dublado para o Inglês (acreditem é muito estranho!). Confiram a “rezenha” crítica de Fervura Máxima.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Manchester à Beira Mar 2017

Manchester a Beira Mar Wallpaper

Estava na ansiedade por assistir a “História Fantasma” com Casey Affleck como protagonista, entretanto como tinha ele na memória apenas por Interestellar com um papel de coadjuvante resolvi conferir a obra no qual ganhou o Oscar de Melhor Ator neste ano, e lá fomos nós ver se sua atuação fora tudo aquilo e merecedora do Oscar, já sabendo o peso dramático que era a história em cima do personagem. Confiram a “rezenha” crítica de Manchester à Beira Mar.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Aliados 2017

Wallpaper Aliados 2017

Já que na minha cidade não chegou Dunkirk e eu estava com vontade de assistir algum filme com a temática de guerra (não necessariamente a guerra em si, só ambientação servia) eis que tinha em minha lista o Aliados, filme com Brad Pitt e dirigido pelo lendário Robert Zemeckis. A primeira impressão é de um “Sr. e Sra. Smith” na Segunda Guerra Mundial, bem dizer acaba sendo, só que ao invés da Angelina Jolie ser a sua parceira agora é a excelente Marion Cotillard. Confiram a “rezenha” crítica de Aliados.

Continuar lendo

Rezenha Crítica It: A Coisa 2017

Ii A Coisa Wallpaper

Envolto a comoção generalizada diante do novo filme de It: A Coisa, obra baseada no complexo livro de Stephen King e porque não no remake de 1990 estrelado de forma brilhante por Tim Curry (independente da qualidade em si do filme da época) fui conferir este novo It. Sem rodeios já adianto que antes tivessem feito um filme do It sem o It, ficaria até melhor. Confiram a “rezenha” crítica de It: A Coisa.

Continuar lendo

Rick e Morty, era isso que eu procurava!

Rick and Morty Wallpaper

Se você procura algo para assistir com humor negro, sexo, drogas, muitas questões filosóficas e conhecimento científico já sabe onde encontrar, tudo isso encontra-se em Rick e Morty, desenho lançado em 2013 mas que começou a fazer sucesso desde o final de 2015. Atualmente está em sua terceira temporada e já é considerado o melhor “desenho adulto” da atualidade. Ainda quer saber por quê? É um caminho sem volta amigos.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Okja 2017

E de repente neste fim de semana prolongado pude colocar em dia minha lista de filmes “quero ver”, no caso um que estava procrastinando há meses chamado Okja, original Netflix. Eu imaginava que por trás da obra havia algumas mensagens subentendidas de algum movimento pró animal, e quando tem algo do tipo seja qual for o movimento já torço o nariz para a imparcialidade. E mesmo assim, se você também pensou como eu tire o cavalo da chuva e assista. Se quer saber o porquê confiram a “rezenha” crítica de Okja.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Sabotagem 2014

Estava eu de boa, ai vi este filme do Arnoldão disponível e nem sabia que ele tinha feito tal filme. Como sou fã da velha guarda brucutu resolvi soltar o dedo no play e ser feliz, mal sabia que Sabotagem seria do meu tempo, ainda mais quando o filme é dirigido pelo mesmo cabeça de Esquadrão Suicida (leia sobre aqui). Confiram a “rezenha” crítica de Sabotagem.

Continuar lendo

Rezenha Crítica A Torre Negra 2017

Um dos filmes mais aguardados por este blogueiro finalmente lançou, e olha que a saga em livros eu nunca li (prefiro assistir ao filme, se gostar aí sim vou para os livros, a experiência muda totalmente do que se fizesse o caminho inverso e natural), além disso não é uma obra diretamente adaptada nos livros, apenas inspirada, ou seja, não vá a sessão esperando uma adaptação fiel, assim como eu vá despretensiosamente sem aquele pré conceito velado. Confiram a “rezenha” crítica de A Torre Negra.

Continuar lendo

Rezenha Crítica A Chave Mestra 2005

Para apagar um pouco o retrogosto que Annabelle 2 (confiram “rezenha) deixou fui assistir A Chave Mestra, filme de suspense lançado em 2005 que há tempos vinha procrastinando em conferir. Conhecido como um dos melhores Plot Twists (finais) já criados após a sessão só pude me arrepender de não tê-lo assistido antes. Confiram a “rezenha” crítica de A Chave Mestra.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Annabelle 2: A Criação do Mal 2017

Esta semana fui conferir Annabelle 2 muito pela onda que todo mundo estava indo do que por realmente querer assistir ao filme, e outra, os filmes de terror que gostaria de ver no cinema nunca vêm pra minha região, um exemplo o tão falado Mãe, ou quando lançaram o Corra! (confira “rezenha” aqui). Deixando as mágoas de lado fui lá, se estiver curioso confiram a “rezenha” crítica de Annabelle 2: A Criação do Mal.

Continuar lendo

Twin Peaks, a série mais paradoxal que já assisti!

Lembro quando Black Mirror ainda era parte discreta do catálogo do Netflix quando conferi suas 2 temporadas e ninguém dava bola até sair sua terceira temporada. Pois bem, não aconteceu exatamente a mesma coisa, mas já havia conferido alguns episódios da primeira temporada de Twin Peaks, longínqua e cultuada série que foi transmitida nas televisões mundiais no início dos anos 90, e acreditem eu havia curtido muito, mas infelizmente acabei abandonando nem lembro por qual motivo. Eis que é lançado esta nova temporada, praticamente 25 anos depois, com quase todo o elenco original, e com direção integral de David Lynch (mente por trás deste universo), e posso cravar sem medo algum que em breve será considerada uma das melhores séries criadas dos últimos tempos, isso porque a temporada nem acabou ainda. Confiram a “rezenha” crítica de Twin Peaks tomando um bom CAFÉ com um delicioso pedaço de TORTA DE CEREJA, a série mais paradoxal que você irá assistir na vida, seja as antigas temporadas ou esta nova!

Continuar lendo

Rezenha Crítica Reza a Lenda 2016

E lá vamos nós ao Mad Max do agreste , nome dado quando ano passado foi lançado. Surgiu estes tempos no Netflix e como estava procurando um filme “tiro curto” (Possui 1 hora e 20 minutos) para passar o tempo resolvi soltar o play na bagaça, ignorando muitas críticas negativas e inclusive se ler algo aqui de um filme que provavelmente vá gostar ignore também ksksksksksksks… Confiram a “rezenha” crítica de Reza a Lenda, o Mad Max do Sertão.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Valerian e a Cidade dos Mil Planetas 2017

E minha teoria sobre trailers concretizou-se. Há um tempo não via mais trailers, simplesmente se um filme lançava eu ia lá e assistia, primeiro para evitar os spoilers que estão entregando de bandeja e também para não ficar estigado. Eis que me deparo com o Valerian, vi o trailer, não resisti, fiquei fascinado com o universo chegando a pregar que seria muito melhor que Avatar, e por consequência levei meus amigos comigo pro cinema. Ledo engano, confiram a “rezenha” crítica de Valerian e a Cidade dos Mil Planetas.

Continuar lendo

Rezenha Crítica Fome de Poder 2017

Michael Keaton tem aparecido constantemente aqui no Blog, mesmo que sem querer porquê nem fã eu sou dele, e Fome de Poder relutei muito em assistir porque pensei que seria mais um daqueles filmes biográficos onde vemos apenas um lado da moeda, só que não, se você é um empreendedor, pensa em abrir algo ou simplesmente gosta de ver o circo pegar o fogo e da missa nem sabe a metade sore o surgimento do McDonald’s esta sessão pipoca é obrigatória. Confiram a “rezenha crítica de Fome de Poder.

Continuar lendo