Rezenha Crítica Corra! 2017

Sou um romântico incurável dos filmes de terror, tudo que me indicam que julgam ser bom e perturbador assisto de imediato. O tão falado Corra! foi o da vez, desde que soltaram o primeiro trailer já fiquei na expectativa para assisti-lo, mas como na República da bananânia os bons filmes demoram a vir, foram-se longos 4 meses de espera até finalmente conseguir assistir por métodos não convencionais. E você o que está esperando? Não assistiu? CORRA! Confiram a “rezenha” crítica de Corra!

Fugindo do clichê da década onde a maioria dos filmes envolvem entidades paranormais, Corra! conta a história de Chris (Daniel Kaluuya que eu já tinha notado seu talento desde o segundo episódio da primeira temporada de Black Mirror) um jovem negro que está prestes a conhecer a família de sua namorada caucasiana Rose (Allison Williams). A princípio, ele acredita que o comportamento excessivamente amoroso por parte da família dela é uma tentativa de lidar com o relacionamento de Rose com um rapaz negro, mas com o tempo, Chris percebe que a família esconde algo muito mais perturbador.

Isso mesmo um terror que aborda o racismo explícito, trabalha no psicológico do personagem e no nosso também.

Um filme não precisa dar inúmeros sustos para nos deixarmos com o cú na mão, e Corra! é a prova desta teoria colocada em prática. Alguns sustos são muito bem vindos e criados de uma forma incrivelmente inesperada, eu acho que assustei umas duas ou  vezes.

A partir do momento que Chris chega a casa dos pais de Rose somos preparados para um ambiente hostil por todo percurso até o local, entretanto sofremos uma bugada instantânea com a recepção quase que perfeita, tirando o foco da trama e enganando o telespectador, no bom sentido.

De forma velada dando tapinhas com luva de pelica em nossa fétida cara o diretor nos mostra como funciona o racismo em nosso mundo. Os momentos que os familiares e amigos de Rose começam a visitar a casa, é tamanha inescrupulência que não tem como ficar indiferente, porque provavelmente você já presenciou algo parecido.

O gênero terror e suspense sempre nos reservam estas gratas surpresas com baixos orçamentos aos amantes e curiosos, mas além dos momentos Ku Klux Klan do filme, existem outros muito tensos envolvendo a hipnose, só quem já foi hipnotizado sabe o desespero que é (sim eu já fui e não conseguia me mexer!). E outra, coloquei esta capa porquê ela transmite bem o cagaço de Chris ao ser hipnotizado, momento icônico do filme.

Ao contrário de muito filme que o protagonista força a burrice, aqui temos um inteligente, juntamente com os excelentes e amedrontadores coadjuvantes. Atuações impecáveis que mudam demais do início do filme até o filme. O cagaço impera.

Ainda sim faltou algo para mim, já que sou fanático pelos filmes coreanos, para mim deveria ter havido um pouco mais de sangue e violência cruzona, sem dó nem piedade, mas não ocorreu. Ainda sim é compreensível, e Corra! não deixa em momento algum a peteca cair nos seus 104 minutos!

Minha nota é 4/5.

E você o que achou do filme? Conte-nos para saber sua experiência. O seu comentário é a alma do Blog.

Confiram os meus filmes favoritos!

Leiam mais rezenhas críticas!

Siga-nos no WordPress – https://rezenhando.wordpress.com/

Siga-nos no Twitter – https://twitter.com/Birovisky

Curta no Facebook – https://www.facebook.com/rezenhandoaculturapopaz/

Inscreva-se no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCCfmjZm3KuEE-XsNhfBnqvQ

Anúncios

11 comentários sobre “Rezenha Crítica Corra! 2017

  1. O filme é impecável, achei extraordinário a forma como foi tratado o racismo, exclusivamente , as partes no qual , Jordan Peele, o então diretor, exibe o reservado lugar do negro na sociedade.
    Sempre tive apego por filmes que deixam em aberto os fatores psicológicos que podem influenciar em atitudes no meio social, Get out deixou uma marca muito bem formulada sobre questões do inconsciente. O filme é excelente, talvez tenha pecado em não se aprofundar na pauta do ” Porque negro”,no mas está perfeito.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Também curti demais o filme! Dei 8/10 e por enquanto é o melhor que vi no ano, seguido por Logan. Achei a crítica, o jogo de câmeras, a crítica ao racismo, a perturbação paranóica e a reviravolta total… uma mistura de Tarantino com Hitchcock e Lynch rsrs PS: odiei o final alternativo… o original ficou bem melhor e menos clichê. Seguem meus filmes favoritos: http://www.cineplayers.com/lista/top-of-mind-os-20-melhores/4661 Abs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s