Rezenha Crítica Bill e Ted 1, 2 e 3

bill and ted wallpaper

Com a recente notícia de que ano que vem será lançado o terceiro Bill & Ted, clássico Sessão da Tarde de Keanu Reeves e Alex Winter, resolvi assistir o primeiro novamente e conferir o segundo, uma vez que nem fazia ideia que existia um segundo filme acreditam? Muitos filmes antigos que idolatramos e vamos ver novamente nos frustram bastante e apagam boas lembranças da infância (já aconteceu com você isso? A regra dos 15 anos?), não foi o caso, foi até mais gostoso assistir agora, uma comédia leve, muito engraçada, remetendo a nostalgia e claro, muito rock! Confiram a “rezenha” crítica de Bill & Ted: Uma Aventura Fantástica que foi lançado em 1989 e Bill & Ted: Dois Loucos no Tempo, lançado em 1991. Seria tão bom se a humanidade toda assistisse a ambos e decorassem a frase que Bill & Ted falam e que no filme, serve no futuro como influência na união entre os povos e a paz mundial: Sejam excelentes uns com os outros! O mundo seria muito melhor.

Rezenha Crítica Bill & Ted: Uma Aventura Fantástica, 1989

Um “show” de interpretação de Keanu Reeves e Alex Winter, não sei se proposital ou não, mas ficou muito boa a forçada nos trejeitos e gírias que usam durante o filme, tanto que quando um concorda com o outro e fazem um gesto de guitarra (“air riff”) e o som da mesma é tocado, fez eu dar risada várias vezes.

O primeiro traz à tona todo o fardo dos personagens, onde num futuro não muito distante serão a esperança da humanidade, porque irão compor uma música que será utilizada como tema da paz mundial que unirá o planeta, acabará com as guerras e será um divisor de águas no modo como a sociedade age. Entretanto este futuro está ameaçado pois se os dois não passarem de ano na escola serão separados, então Rufus, uma espécie de Oráculo do futuro vem para guiá-los, entregando-lhes uma máquina do tempo (bem estilo Doctor Who, uma cabine telefônica) para que sequestrem personagens históricos para ajudar no trabalho oral de história. Já viu né?

Bill & Ted realizam uma viagem através do tempo e espaço garantindo muitas cenas divertidas e impensáveis, com uma trilha sonora impecável (ouço todo dia a música principal – In Time – Robbie Robb feat. Marcus Wright: https://www.youtube.com/watch?v=upWj-RrKnIQe piadas muito bem inseridas como por exemplo da máquina de tortura medieval chamar-se Iron Maiden. Não há reviravoltas e desde o começo sabemos como será o final, mas existem excelentes sacadas por todo o filme que te arrancam risadas sinceras. Um filme ingênuo, nostálgico e que mesmo depois de viajar por muitos anos e anos ainda continua muito bom, algumas piadas hoje não poderiam ser filmadas como de Joana d’Arc e da amiga de escola (teoricamente menor) namorar o pai de um dos meninos.

Iria assistir de novo? Com certeza!

Minha nota é 5/5.

Rezenha Crítica Bill & Ted: Dois Loucos no Tempo, 1991

Um grande exemplo de continuação que não é inferior que a primeira, pelo contrário, no mesmo nível e sem copiar o que foi feito no antecessor. Quando você acha que novamente os garotos vão viajar no tempo acaba sendo surpreendido, desta vez o título nacional engana a todos, pois os garotos viajam pelos planos espirituais, inferno e céu, garantindo ótimas cenas e piadas ainda melhores com umas sacadas fenomenais, principalmente quando os dois vão para o inferno. A companhia da Morte, personagem inserido e que casou muito bem com a dupla é garantia de diversão e ótimas cenas, principalmente quando vão para o céu e a Morte usa um vestido e chapéu de fazendeira, é perceptível que Bill & Ted dão risada de verdade nesta cena de tão engraçada.

Ambos tem duração média de uma hora e meia que passam voando, tamanho o frenezi e sequência de ação em ambos, unido a uma trilha sonora empolgante, personagens carismáticos (protagonistas e coadjuvantes) e uma história despretensiosa com objetivo de divertir.

Repito, seria tão bom se a humanidade toda assistisse a ambos e decorassem a frase que Bill & Ted falam e que serve no futuro como influência na união entre os povos e a paz mundial: Sejam excelentes uns com os outros! O mundo seria muito melhor.

Iria assistir de novo? Com certeza! E que venha o 3!!!

Minha nota é 5/5.

E você o que achou do filme? Conte-nos para saber sua experiência. O seu comentário é a alma do Blog.

Leiam mais rezenhas críticas!

Siga-nos no WordPress – https://rezenhando.wordpress.com/
Siga-nos no Twitter – https://twitter.com/Birovisky
Siga-nos no Instagram – https://instagram.com/Birovisky
Curta no Facebook – https://www.facebook.com/rezenhandoaculturapopaz/
Inscreva-se no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCCfmjZm3KuEE-XsNhfBnqvQ

3 comentários sobre “Rezenha Crítica Bill e Ted 1, 2 e 3

  1. Pingback: Rezenha Crítica Os Garotos Perdidos 1987 | Rezenhando

  2. Ambos os filmes são muitos bons. Já comigo foi o contrário, vi o segundo e não sabia que existia o primeiro, achava que o segundo filme era único, depois vi o primeiro e realmente ambos são muito bons. Agora fiquei curioso com esse terceiro… espero que mantenha o mesmo espírito “idiota” dos dois kakakakaka.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s