O que esperar do novo Firefox Quantum?

E hoje dia 14 de Novembro de 2017 saiu o tão aguardado Mozilla Firefox Quantum, uma promessa de navegador melhor e mais rápido que o Google Chrome e sua plataforma Chromium que tem sido unanimidade entre os desenvolvedores, até o Opera se rendeu em algum momento da história para a plataforma. Apesar da intenção de utilizarem o mesmo conceito do Chrome com a quebra em múltiplos processos prometem consumirem no mínimo 2 vezes menos memória RAM que seu maior concorrente, será que é verdade e finalmente serão tão pioneiros quanto a versão 3 foi lá no passado? Confiram nesta “rezenha”, inclusive com links oficiais para download.

Antes de mais nada segue abaixo links para download da versão 32 e 64 bits, a versão Quantum passou a ser disponibilizada oficialmente a partir da versão 57.

UPDATE 25/01/2018 – Download Versão 58: Clique Aqui.

O principal benefício em termos de performance é uma nova engine CSS, que foi rescrita com a linguagem de programação Rust, criada pela própria Mozilla.

O Firefox vai implementar uma ferramenta já utilizada pelo Tor — navegador bastante utilizado por internautas que buscam privacidade para transitar pela dark web — para aumentar a privacidade dos usuários. Com a novidade, você poderá barrar a coleta de dados por meio do chamado canvas figerprint, utilizado por páginas construídas em HTML5 para renderizar imagens 2D e bitmap (netshoes que o diga!!!). Ao abrir o Tor, por exemplo, você nota que anúncios e outras estruturas da site aparecem em branco ou “quebradas”, justamente por conta do bloqueio. A iniciativa da Mozilla faz parte das ações que a organização não lucrativa se engaja para oferecer mais liberdade e transparência.

O design do navegador está um pouco mais intuitivo e parecido com o do Opera o que é muito bom, sempre gostei da paleta de cores e da interface do Opera e nisso ponto para o Firefox copiar, porquê em ambos computadores testados, um com Pentium Dual Core e 2 Gb de RAM e outro com Intel Xeon e 8 Gb de RAM e a diferença é gritante em ambos. O desempenho e a fluidez é fantástica, pelo menos no PC com 2 Gb e está com Windows 10 rodou sem engasgos, abri o site da Netflix (que é pesado pakas) e rodou legal, e os vídeos carregaram mais rápidos que suas versões anteriores.

Acessei vários outros sites e não houve nenhuma incompatibilidade com o layout, plugins e muito menos com extensões (que foi o caso do futursta Opera Neon, saibam porquê), instalei três extensões, as mais conhecidas é verdade mas como falei não houveram incompatibilidades.

No entanto a promessa de consumir menos memória que o Chrome infelizmente ficou apenas na promessa. Fazendo uma rápida comparação com os mesmos sites abertos o Firefox ainda consome mais memória, mas vale ressaltar que a diferença caiu consideravelmente.

Comparativo com os mesmos sites abertos

Só acho que a barra de favoritos poderia ser melhorada, entra ano e  sai ano e sempre eles mantém a mesma barra de favoritos, quando você adiciona um site como favorito a lógica era ele ir diretamente a barra de favoritos e nunca vai, ele é salvo na pasta “não organizados” o que acaba se tornando chato depois organizar, para quem é sistemático e com mania de organização é uma maravilha, mais para o usuário comum ou vagais como eu é muito mais conveniente já ser adicionado à barra.

A tela inicial também está bonita visualmente, com os sites mais acessados organizados além de algumas dicas de acesso da própria Mozilla.

Outro detalhe importante é que a ferramenta importar do novo Firefox está no mínimo fantástica para aqueles que querem “meter o loko” e sair do Chrome. Com o navegador da Google fechado, você consegue importar tudo dele e dos demais e fica tudo muito bem organizado, dá até gosto.

A instalação é muito simples, e não precisa ter aquele receio, por enquanto podemos instalar no famoso piloto automático Next, Next, Next. Ele instala tudo configurado em nosso idioma e sem nenhuma propaganda (bloatwares). Única dica aqui é não instalar aquela ferramenta de manutenção que solicita na tela de instalação, consome processos desnecessários.

Para quem cansou da plataforma Chromium este novo Firefox promete, mesmo ainda sendo mais consumista que seus concorrentes, a diferença diminuiu e muito, em um computador com 8 Gb de RAM você vai cagar pra isso e pode usar tranquilamente e no famoso “PC da Xuxa” é que esta redução no consumo fará diferença possibilitando para quem sempre curtiu Firefox voltar a utilizá-lo. Eu gostei e manterei instalado por um tempo

Se você já utilizou o que achou? Comente, o seu comentário é a alma do Blog.

Siga-nos no WordPress – https://rezenhando.wordpress.com/
Siga-nos no Twitter – https://twitter.com/Birovisky
Curta no Facebook – https://www.facebook.com/rezenhandoaculturapopaz/
Inscreva-se no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCCfmjZm3KuEE-XsNhfBnqvQ

9 comentários sobre “O que esperar do novo Firefox Quantum?

  1. Pingback: Pesquise na Internet feliz com o DuckDuckGo! | Rezenhando

  2. Amando o Quantum aqui. Percebi uma boa melhora de performance. Meu PC é rápido, mas eu sempre estou com muitas abas abertas. Visual formidável, parece o do Windows 10 mesmo. Por enquanto, a única extensão que não funcionou é a Send to Kindle, para converter e mandar o conteúdo das páginas direto pro leitor de ebooks. Amazon tem que atualizar essa extensão logo….

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s